Cisternas mais protegidas

Nossas cisternas estavam vulneráveis e a qualidade da água estava comprometida. Como as tampas estavam colocadas no nível do chão, poderia haver contaminação por urina de animais, água da chuva, óleo de automóveis, material de limpeza, etc.

Além disso, quantas vezes o brigadista precisou abrir a cisterna em plena madrugada e foi impedido por um automóvel, cujo motorista insistiu em estacionar sobre a tampa. Os cones de proteção não impediam o estacionamento de veículos e, para piorar a situação, atraíam cachorros que urinavam neles.

Foi feito um trabalho de elevação dessas tampas. As tubulações internas foram substituídas e, pelo tempo de instalação, estavam parcialmente obstruídas e contaminadas.

A partir de agora poderemos garantir internamente a qualidade da água que recebemos da Cedae.